O que é melhor para o cultivo: gessagem ou calagem?

Tanto a calagem quanto a gessagem tem algumas semelhanças em seu uso no cultivo, mas quando se olha para os detalhes, as diferenças são claras. 

Antes de mais nada, para responder qual é melhor para o cultivo, é preciso dizer que não existe exatamente uma opção “melhor”, mas sim a mais adequada para o momento. É comum que o solo precise de ambos. 

Continue lendo para descobrir quando usar a calagem e a gessagem para o cultivo! 

Calagem 

A calagem é a adição de calcário ao solo. O calcário é um mineral com pH básico e serve principalmente para neutralizar o solo ácido demais, elevando seu pH. Isso tem vários efeitos secundários, como o aumento da disponibilidade de nutrientes como o fósforo.  

Entretanto, os principais efeitos são a redução da acidez do solo e a diminuição da quantidade de alumínio, que é bastante tóxico para plantas e, em elevadas quantidades, pode deixar o solo estéril. 

É importante notar que o calcário é pouco solúvel, ou seja, quando chove, pouco dele é levado pela água e isso afeta a capacidade de o calcário alcançar camadas mais profundas do solo. 

A calagem não afeta mais do que os primeiros 20 cm de profundidade, mas as raízes das plantas costumam ir mais fundo. Por isso, outro método é necessário para tratar o solo mais profundo: a gessagem. 

Gessagem 

A gessagem usa gesso. O gesso é feito a partir da gipsita e pode ter variadas composições, mas o principal é sulfato de cálcio di-hidratado, de composição química CaSO4 ²H₂O. 

A principal diferença entre a gessagem e a calagem é que o gesso é consideravelmente mais solúvel. Isso faz com que ele alcance mais fundo, o que permite que ele aja até profundidades de 40 cm. 

O resultado é razoavelmente parecido. Mais nutrientes ficam livres para as plantas com as raízes nessa profundidade, o alumínio é removido e o solo se torna mais básico. Entretanto, isso acontece por outros mecanismos. 

O SO4 da composição do Sulfato de Cálcio tem carga negativa, enquanto o alumínio tem carga positiva. Isso faz com que os elementos se atraiam e, ao se ligarem, eles se tornam eletricamente neutros. 

O resultado é que o alumínio, que antes estava ligado com outros componentes do solo, se desprende deles e consegue afundar ainda mais. 

Existem outras formas que o gesso elimina o alumínio da terra, mas esse é o principal. 

Quando usar cada um? 

O uso de cada um depende do estado do solo nas profundidades rasas (até 20cm) e fundas (até 40cm). Uma análise laboratorial do solo pode indicar as quantidades de alumínio, nutrientes e o pH do solo com precisão e te dizer quais quantidades e tipos de calcário ou gesso devem ser usados. 

Usar muito calcário ou gesso pode alterar demais o pH do solo e sua concentração de nutrientes, o que pode causar falta ou excesso. Um solo ácido é problemático, mas um solo alcalino demais também. 

A partir dessas informações você pode saber qual, e quanto, usar. 

Calagem 

Indica-se fazer a aplicação da calagem em torno de três meses antes do plantio. Isso dá tempo para que todas as reações aconteçam no solo e ele fique pronto para as plantas. 

Gessagem 

Já a gessagem é recomendada pouco antes do plantio, com em torno de 1 semana antes. Isso porque, já que o gesso é mais solúvel, sua ação é notavelmente mais rápida. Além disso, a chuva é importante para a gessagem, já que é ela que leva o gesso para as áreas mais profundas do solo. 

Gessar pouco antes do plantio é o ideal, já que é mais perto da época de chuvas. 

Posso usar os dois juntos? 

Não é recomendado. Devido à solubilidade elevada do gesso, ele pode interagir com o calcário e reduzir seu efeito. O indicado é separar por alguns meses, para deixar o calcário agir por completo antes para que, perto do plantio, o gesso, que age mais rápido, possa ser adicionado. 

Faço todo ano? 

Normalmente não há necessidade de fazer os procedimentos todos os anos. O recomendado é fazer a análise de solo anualmente, para checar como está sua composição e descobrir a frequência das aplicações. 

A calagem e a gessagem são essenciais para a agricultura. A análise de solo é importante para se ter precisão na manutenção de plantações e ambas as técnicas podem ser usadas de tempos em tempos.  

Gostou do que aprendeu? Compartilhe com seus amigos para que eles aprendam um pouco sobre o assunto também! 

Visited 256 times, 1 visit(s) today

Ficou interessado? Fale com a gente!

Ative o JavaScript no seu navegador para preencher este formulário.

CONTEÚDO RELACIONADO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *