Material rodante: Quais são as principais causas de desgaste

O material rodante é parte essencial do maquinário pesado. É nada mais do que todo o conjunto de peças e materiais que compõem o carro inferior de uma colhedora de cana, escavadeira, tratores ou qualquer outra máquina pesada que usa esteiras para locomoção. 

Por ser composto por diversas peças móveis, é também uma das partes do maquinário que mais apresenta desgaste e exige manutenção. Esta manutenção é necessária, já que peças desgastadas podem causar danos às outras peças do equipamento, reduzindo significativamente sua vida útil e aumentando os custos.  

Leia o resto do texto para aprender um pouco sobre como reduzir os danos de desgaste e evitar que ele aconteça rápido demais!  

O que é o material rodante  

O material rodante costuma ser composto por cinco peças: Esteiras, roletes inferiores, roletes superiores, rodas motriz e rodas guia. Serve para mover o equipamento   

Cada uma dessas peças funciona em conjunto para mover o equipamento e diversas tensões são aplicadas nelas, além do contato direto com material externo. 

Desgaste de material rodante  

O desgaste é uma perda mecânica de material, provocada pelo contato entre superfícies. 

É especialmente comum quando se está lidando com partes móveis. A esteira de um trator faz contato direto com o solo e, no decorrer do tempo, haverá um desgaste. 

Todo o sistema é submetido a uma grande tensão e se estiver em excesso isso reduzirá a vida útil do material.  

Como prevenir o desgaste de material rodante  

4 condições devem estar presente ao mesmo tempo para que ocorra um desgaste. São eles: 

  • Contato 
  • Carga 
  • Movimento Relativo 
  • Presença de abrasivo 

Para os componentes do material rodante, nos interessam 2 tipos principais de desgaste: Desgaste abrasivo e Desgaste Adesivo. 

O primeiro ocorre quando um material áspero e duro desliza por uma superfície macia em comparação, o que, literalmente, raspa pedaços do material mais macio.  

Já o desgaste por adesão acontece quando superfícies rugosas estão em contato e forças são aplicadas nelas de maneira consistente, como acontece com as correntes do material rodante, que forçam o maquinário a se mover.  

É impossível impedir que o desgaste aconteça, mas dá pra reduzi-lo ao máximo para que as substituições de peças sejam mais raras e você possa economizar, já que até 50% dos gastos de manutenção de uma máquina pode ser apenas do material rodante. 

Certos hábitos devem ser evitados quando se lida com equipamentos com material rodante. Alguns deles são:  

Muita velocidade  

Aceleração demais desgasta as peças mais rápido. Há quem acredite que usar meia carga e acelerar mais é mais eficiente, porém o recomendado é usar carga cheia no maquinário em velocidade lenta. Isso garante maior eficiência de combustível e reduz o desgaste do maquinário, o que acaba por ser muito mais econômico do que a aceleração.  

Peças de baixa qualidade  

Às vezes, o barato sai caro e comprar peças de baixa qualidade pode danificar todo seu maquinário. Mesmo em situações menos dramáticas, equipamento de qualidade tem vida útil maior e mais eficiente, trazendo um melhor custo-benefício para  manutenção da máquina. 

Marcha ré constante  

A troca para a marcha ré causa tensões nas peças. Quando for possível evitar, é indicado que se evite usar essa marcha. Claro que ela é uma ferramenta necessária para a movimentação do veículo e é impossível abandonar a capacidade de ir para trás, mas quando for simples evitar, é uma boa ideia para proteger o equipamento.  

Mudanças rápidas de direção  

A força aplicada ao material é um dos principais fatores de desgaste. Quando se faz curvas bruscas, as peças precisam aguentar a força aplicada, aumentando o desgaste e podendo trazer problemas no futuro próximo.  

Virar sempre para o mesmo lado  

Mesmo que se use pouca força e que as curvas sejam controladas, elas ainda causam um leve desgaste nas peças. Se você insistir em fazer as curvas sempre para o mesmo lado, será este o lado que terá desgaste primeiro. O desequilíbrio do desgaste pode fazer com que certas partes encontrem mais tensão, levando a estragos maiores. Tente posicionar o veículo de maneira que você possa virar para ambos os lados e troque de vez em quando.  

Correntes muito tensionadas  

Se as correntes estiverem muito tensionadas, suas buchas vão se desgastar muito mais rápido. O manual deve indicar a tensão adequada para as correntes de seu equipamento específico e seguir essas instruções ajuda a reduzir o desgaste.  

Manutenção do material rodante  

Realizar a manutenção do material rodante é essencial. Verificar e ajustar o tensionamento das correntes evita o desgaste acelerado; fazer o giro das esteiras, para garantir que os danos por tensão aconteçam de maneira equilibrada, também é importante. Dependendo do material em que se está trabalhando, você pode variar no tempo do giro.  

Limpeza 

É importante que a limpeza do material rodante seja feita regularmente, para evitar que terra, lama e pedras causem desgaste desnecessário ao material. 

Agora que você já sabe o que causa e como evitar ao máximo o desgaste no material rodante de seu equipamento, a vida útil de seu maquinário pode ser maior! Quer saber mais? Clique aqui e leia o blog da Rech!

Visited 936 times, 2 visit(s) today

Ficou interessado? Fale com a gente!

Ative o JavaScript no seu navegador para preencher este formulário.

CONTEÚDO RELACIONADO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *